quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Fala, leitor!

Um comentarista, que assina Talles Carneiro, está indignado com a situação do PTB. Na verdade, inconformado com o fato da sigla ter sido dominada pelo deputado/bispo Parisotto, da igreja Quadrangular. E, de certa forma, defende o Sontag, que saiu há pouco do partido. Abaixo, trechos do que ele mandou em três ocasiões (para ler a íntegra dos desabafos, abra a janela de comentários daquele post em que falei sobre o PTB):
“PTB VAI À PIQ

O que está acontecendo com o PTB?
O partido está prisioneiro de um projeto único.
O racha é muito maior do que se imagina.
Virou um partido de gaveta.
Ninguém quer ver o PTB SC ruir.

Vamos aos fatos:

Parissoto apóia Berguer e esquece que o vice de Amim era do PTB. Esqueceu do seu candidato?

Sontag tenta reestruturar o partido. O mesmo Sontag que não se curvou ao Governo do Estado foi a luta para deixar o PTB mais transparente, mais forte. Foi afastado da presidência. Será que o governo estadual está atrás disso também? A tríplice aliança vai alugar mais e mais partidos. Até quando?

A nova executiva de Pastores da Igreja Quadrangular, até ontem chamada de PTB, tomou posse em Chapecó e o PTB de Chapecó não foi convidado.
(??????). E olha que o PTB de Chapecó reelegeu seu vereador.

A executiva estadual formado em sua maioria por Pastores ou pessoas ligadas a Igreja Quadrangular com certeza vai a (*)PIQ.

* PARTIDO DA IGREJA QUADRANGULAR.

Um partido político não deve ter dono e ser usado para interesses de poucos. O fortalecimento da sigla de cada partido deve gerar ações que possibilitem uma vida melhor a todos os cidadãos. Um partido deve ser administrado com responsabilidade e ética acima de tudo.

(...)

A HISTÓRIA do PTB é muito maior do que o interesse pessoal do Deputado Parisotto, os petebistas precisam abrir os olhos, o partido está se perdendo, está sem planejamento e objetivos.

(...)

Muitas pessoas estão insatisfeitas com isso.

Vamos à luta e não vamos deixar o PTB SC morrer.

4 comentários:

Anônimo disse...

César, não vou entrar no mérito da Igreja Quadrangular se imiscuindo em política, mas quero fazer uma constatação: sempre que posso, ligo a TVAL, quando não ao vivo, nas gravações a noite, nunca notei esse Deputado Pastor discursar, e sequer no seu assento. Só ouço falar dele quando se fala na igreja dele. Imagino então, que partido é este? Quando era pequeno, e alguma coisa tinha dado errado ou ia dar errado, minha saudosa mãe dizia: está virado um PTB... Pois agora eu entendo que minha mãe já em idos tempos, conhecia um pouco de política e desse partido que ora é da Igreija Quadrangular, como foi do Vargas, depois da Ivete, etc...

Rúbia Rosenbrok disse...

“Ninguém pode servir a dois senhores”

Meu nome é Rúbia Rosenbrok. Sou evangélica, tenho 36 anos e acredito no poder de Deus e tudo o que Ele pode fazer pelas suas ovelhas.

Uma coisa está me deixando muito preocupada. O que se fala no meio evangélico é que a Igreja Quadrangular está tomando conta do PTB. A política profissional não é bem-vinda em nosso meio, embora ache ela importante para o desenvolvimento de qualquer cidade. Como evangélica me sinto envergonhada ao ver alguns homens que se dizem evangélicos agirem por interesses pessoais e usarem às Igrejas como palanque.

“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas. (Mateus 6-24)”.

A Igreja Quadrangular faz um belo trabalho social e não pode deixar esse trabalho tão importante para a sociedade perder sua credibilidade, por ficar atrelada aos apelos políticos do Deputado Parissoto e seus pastores.

Irmãos da Igreja Quadrangular, não vamos deixar a política nos afastar da FÉ que nos move. Quem usa da fé para interesses pessoais usa de má fé.

Talles Carneiro disse...

A política constrói histórias que, se não fossem confirmadas, seriam bons roteiros para filmes de ficção. Na política as palavras “definitivo” e “certo” são flexíveis.

Observe o relato do que está acontecendo no PTB:

O endereço do partido, que consta no site do PTB nacional, é o mesmo da AGESC – Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina, empresa vinculada ao Governo do Estado de Santa Catarina. Totalmente ilegal. O PTB que tinha o vice na Capital, Renato Marques, em composição com o PP de Amim, agora vive dentro do Governo LHS. Agora pense: e se Amim assumir a prefeitura (existe uma ação correndo, em face as “re-eleições” de Dário Berguer). Se isso acontecer o PTB corre para onde??? Com a palavra Renato Marques.

O telefone do partido, que consta também no site do PTB nacional, é o do Gabinete do Deputado Parisotto. Quem é o presidente do Partido? Consta oficialmente que é o Prefeito de Maravilha Orli Berger, mas quem fala pelo partido é o Parissoto. Ou seja, Maravilha passa a produzir laranjas, mas tem tudo para colher abacaxis e pepinos. Abre o olho Orli.

O PTB que está sendo chamado de PIQ (Partido da Igreja Quadrangular). Sua executiva estadual é formada, em sua maioria, por Pastores da Igreja. Parissoto tomou conta do partido. Ele usa o PTB e também a Igreja Quadrangular. Os filiados históricos do PTB, os petebistas de verdade estão insatisfeitos e acenam com uma debandada geral.

Como eu disse anteriormente, nada no PTB desce redondo, desce quadrangular. Nada contra a Igreja, mas tudo contra a forma que ela está sendo usada pelo Deputado Parissoto. Tudo isso com muita má fé.

Talles Carneiro disse...

QUEM MANDA NO PTB DE VERDADE?

O telefone do partido, que consta também no site do PTB nacional, é o do Gabinete do Deputado Parisotto. Quem é o presidente do Partido? Consta oficialmente que é o Prefeito de Maravilha Orli Berger, mas quem fala pelo partido é o Parissoto. Ou seja, Maravilha passa a produzir laranjas, mas tem tudo para colher abacaxis e pepinos. Abre o olho Orli.